quarta-feira, 16 de julho de 2014

ESPORTE




CAMPEÃO DE JIU JITSU DE BUÍQUE SEM PATROCÍNIO

Um Campeonato Mundial de Jiu Jitsu em São Paulo prestes a acontecer, o nosso atual CAMPEÃO GUTHIERRY MELO que recentemente nos representou nos Estados Unidos em um Campeonato Internacional e que por sinal ficou em uma boa colocação, obtendo o 4º lugar, está sem patrocínio.
As pessoas, empresários, comerciantes buiquenses, poder público, quem puder ajudar o nosso campeão que vem realizando uma boa campanha representando nossa CIDADE divulgando o nome de BUÍQUE e trazendo troféis, medalhas,títulos, entrem em contato com JÔ MELO para ajudarem o nosso Campeão a trazer mais méritos para a nossa BUÍQUE mais uma vez neste CAMPEONATO MUNDIAL que acontecerá em São Paulo.

CONTATO PARA EVENTUAL PATROCÍNIO:
Jô Melo
Cell.: 041 81 9999-1182


Por: Laelson Bony
Blog BUÍQUE DA GENTE

quarta-feira, 2 de julho de 2014

AJUDEM



OLÁ AMIGOS...
Este é Edson Andrade Santos, conheça um pouco do que está acontecendo com este homem e se possível ajude-o, ele está passando por necessidades e precisa muito da sua ajuda.

Vou relatar um pouco da carta que ele me enviou:
Mais uma vez venho aqui pedir a vossa ajuda, mais um grande e imenso favor, por meio desta carta e destas poucas linhas solicitar a ajuda das pessoas de bom coração. Não estou indo para a fisioterapia por conta dos ferimentos em meu corpo (escaras).

A pesar dos pesares alguns de meus familiares tem condições de me ajudar e assim, não fazem conta de mim, se estou vivo ou morrendo, não me dão a devida atenção, sinto-me largado, apego-me apenas aos cuidados de minha esposa e de meus filhos que sofrem junto a mim devido a minhas condições. Vivo de cama e de 9 ferimentos agora restam apenas 6, 3 das quais são as mais graves. Meus familiares sabem que preciso de ajuda e não me ajudam.

Tenho um irmão que possui uma quitanda e pedi a ele que me ajudasse mandando algumas frutas mesmo aquelas poucas e ele mesmo assim prefere jogar fora ao invés de doar para mim.

Muitos conhecem a minha história, estou em cima de uma cama, os ferimentos além da dor tem a secreção, minha carne sai podre, estou sem fraudas geriátricas, sabão para lavar meus panos, só DEUS, eu, minha mulher, meus filhos e meus amigos sabem como é triste a minha situação.
A minha família de mãe, irmãos não querem nem saber como estou, como disse anteriormente, se vivo ou morto. Estou precisando muito de sua ajuda em nome de Jesus.

Preciso de fraudas geriátricas para adulto, as pomadas que uso são:
SULFA DE ENZIMA DE PRATA, esta serve para soltar as carnes podres e a COLEGENAZIO.

Uma semana destas a minha esposa estava fazendo a limpeza em uma das escaras e saiu uma ponta de osso em um local que estava sangrando muito.
Ficarei imensamente agradecido a todos os que puderem me ajudar neste momento.
 
Meu nome é: EDSON ANDRADE SANTOS
Endereço: Rua Cirilo Henrique de Araújo, nº 90 – Bairro Frei Damião – Buíque – PE
Cep: 56.520-000
Telefone para Contato: 87 9808-5857 / 9944-2505

Contas Para Doações:
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência: 0915
Conta Poupança: 00017544-3
Operação: 013
EDSON ANDRADE SANTOS
************************
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência: 0915
Conta Poupança: 00015993-6
Operação: 013
JACIARA GOMES DO NASCIMENTO SANTOS

quinta-feira, 29 de maio de 2014

BUÍQUE


 CONHEÇA UM POUCO DE NOSSA CIDADE, HISTÓRIA, POVO E DOS NOSSOS SERVIÇOS
Histórico


O lugar onde hoje fica o município de Buíque começou ser povoado por volta de 1752, quando era denominado Campos de Buíque. Consta que o fundador do município foi o fazendeiro Félix Paes de Azevedo, natural do município de Pendo, Alagoas. De passagem pela região, esse fazendeiro decidiu viver ali e logo mandou construir uma capela dedicada a São Félix de Cantalice, em torno da qual nasceu um povoado.

O Distrito, sob o nome Vila Nova de Buíque, foi criado a 11 de dezembro de 1795. A povoação foi elevada à categoria de vila a 12 de maio de 1854, ainda sob a denominação de Vila Nova de Buíque. Desmembrada do município de Garanhuns, tornou-se município autônomo a 01 de abril de 1893. Foi elevado à categoria de cidade a 26 de maio de 1904, pela lei estadual nº 669, sob o nome Buíque.

Há, pelo menos, três versões para explicar o nome do município. A primeira diz que Buíque, vocábulo Tupi, designa "lugar de cobras". A segunda versão diz que Buíque significa "terra de sal". E a terceira versão, menos difundida, diz que o nome do município surgiu porque os índios que primitivamente habitavam a região usavam um osso como instrumento musical que produzia o som "buíque, buíque, buíque".
Quem nasce em Buíque é buiquense.

Dados gerais
Localização: Agreste Meridional, distante 285 km do Recife.
Área: 1.378 km2
Solo: Arenoso, pedregoso, rochoso
Relevo: Forte ondulado
Vegetação: Caatinga hipoxerófila
Ocorrência mineral: -
Precipitação pluviométrica média anual: 611,0 milímetros
Meses chuvosos: Março - Julho
População: 51.990 habitantes (IBGE 2010)
Eleitorado: 34.836 eleitores (TRE 2010)
Dia de feira: Sábado
Data de comemoração da emancipação política: 26 de maio (doravante atualmente mudada para 12 de maio por determinação de lei municipal)
Prefeito: Jonas Camelo de Almeida Neto (PSD)
Vice-Prefeita: Miriam Briano Alves (PSB)
Padroeiro: São Félix de Cantalice

Base econômica

Pecuária leiteira e agricultura.

Peculiaridades


Buíque, a cidade onde o escritor Graciliano Ramos viveu parte da infância, abriga um verdadeiro paraíso selvagem: o Vale do Catimbau, que é o segundo maior parque arqueológico do Brasil e o terceiro sítio arqueológico indígena do País.
Região de caatinga, com grande biodiversidade, localizada a 295 km do Recife, com extensos paredões de granito, o Vale do Catimbau abriga várias cavernas, canyons e sítios arqueológicos com inscrições rupestres. É um importante patrimônio cultural e natural esculpido pela Natureza há mais de 150 milhões de anos.
A região do Vale do Catimbau se estende entre os municípios de Buíque, Tupanatinga, Inajá e Ibimirim, entre o Agreste e o Sertão do Moxotó, tem 90 mil hectares e foi transformado, pelo governo federal, em Unidade de Conservação de Proteção Integral. É o segundo maior parque arqueológico do Brasil, ficando atrás apenas da Serra do Capivara, no Piauí.

Serviços

PREFEITURA
Av. Jonas Camelo de Almeida, 17 - Centro
Telefones: (87) 3855-1156 / 3855-1111

VEREADORES (13):
Agnaldo Avelino da Silva (PDT)
Andre de Araujo Beserra (PSD)
Antonio Anisio de Souza (PSC)
Damiao Tome da Silva (PSC)
Djalma Araujo da Silva (PTB)
Edil Modesto de França (PSD)
Ernani Peixoto Cavalcanti Neto (PP)
Felix José da Silva (PR)
José Daidson Amorim de Albuquerque (PSDB)
José Rômulo Padilha de Almeida (PMN)
Melque Bezerra de Albuquerque (PR)
Paulo Marques Pacheco (PR)
Vanildo Almeida Cavalcanti (PSD)



MINISTÉRIO PÚBLICO:
Av. Jonas Camelo de Almeida, s/n - Centro
Telefone: (87) 3855-2817

FÓRUM
Av. Jonas Camelo, s/n - Centro
Telefone: (87) 3855-2839/ 3855-2832

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE PERNAMBUCO
Av Jonas Camelo Almeida , s/n - Centro
Telefone: (87) 3855-2815Câmara de Vereadores:
Praça Vigário João Inácio, 43 - Centro CEP : 56520-000
Telefone: (87) 3855-1174

DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL
Rua Odilon Nopa de Azevedo, 28 - Centro
Telefone: (87) 3855-2819/
Secção Administrativa: 3855-2820/
Cartório do Escrivão: 3855-2821/
Escritório do Delegado: 3855-2822


COORDENADORIA DA MULHER
Rua Amélia Cavalcanti, s/n - Centro
Telefone: (87) 3855-2908

CRAS
Rua João Hieceno Alves Maciel, 186 - Centro
Telefone: (87) 3855-2908

CREAS: - Buíque  
Rua São Cristovão,s/ nº - Centro
Telefone: (87) 3855-2908



IITB - INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO TAVARES BURIL:
1- Rua João Clementino Vieira, 23 – Centro - (Secretaria de Ação Social).
Telefone: (87) 3855-2908

COMPESA-CIA – PERNAMBUCO DE SANEAMENTO
Av. Jonas Camelo Almeida , s/n  - Centro
Telefone: (87) 3855-1195

Hospedagem

1 – Pousada Santos
Rua Aurora Laerte Cavalcanti, 323 - Centro - Telefone: (87) 3855-1267
2 – Hotél Bandeirantes
Av. Jonas Camelo de Almeida, 47 – Centro – Telefone: (87) 9991-2477
3 – Pousada Flananda
Av. José Emílio de Melo, 34 – Centro – Telefone: (87) 3855-1459
4 – Pousada Nossa Senhora das Graças
Rua São João, 91 – Centro – Telefone: (87) 3855-1128


terça-feira, 29 de abril de 2014

FUNCULTURA



Funcultura ganha incremento superior a700%
entre as edições de 2006 e 2013

Foto: Divulgação/Secult

Volume de recursos destinados às artes em suas múltiplas expressões saltou de R$ 4 milhões para R$ 33,5 milhões

Principal instrumento de fomento às artes no Estado, o Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) ganhou um incremento de mais de700% no volume de recursos repassados aos produtores e artistas entre as edições 2006 e 2013. No período, o montante disponibilizado passou de R$ 4 milhões para R$ 33,5 milhões, nos editais Independente (que contempla todos os segmentos da arte, tais como música, artes cênicas, literatura, artesanato, entre outros) e Audiovisual, cujos valores atingiram a marca de R$ 22 milhões e R$ 11,5 milhões, respectivamente. Entre 2007 e 2013 o repasse total para os dois editais do Funcultura atingiu a marca de R$ 142,1 milhões.

Este ano, serão mais R$ 33,5 destinados à produção independente e ao audiovisual. Na edição atual, que teve os resultados divulgados na última sexta-feira (25), do total de 1.664 projetos inscritos nas mais diversas áreas, 299 foram selecionados para receber o incentivo. O edital Funcultura Independente alcançou recorde de inscrições com um aumento de 26,9% em relação a 2012.
De acordo com o secretário de Cultura, Marcelo Canuto, todo o edital do Funcultura, incluindo a distribuição dos recursos entre as categorias, foi desenvolvido a partir do diálogo entre o Governo e a sociedade civil, representada pelas entidades de classe e comissões setoriais. “É sempre com muita satisfação que lançamos os dois editais do Funcultura, todos os anos, pois temos a certeza que estes investimentos fortalecem o cenário cultural pernambucano”, destacou.

O secretário Marcelo Canuto afirmou, ainda, que os editais são responsáveis pela promoção da circulação dos artistas dentro e fora de Pernambuco, além de gerar muitas premiações. “O Funcultura é um mecanismo de importância ímpar, pois permite com que Pernambuco se comunique com o mundo e que o mundo passe a conhecer mais sobre nossas riquezas e diversidade cultural”, pontuou.

Política Pública - O Funcultura, por ser um instrumento anual, assegura que a cultura pernambucana tenha sempre condições de ser produzida, difundida e fomentada dentro e fora do Estado. Sua importância para a cena artística pernambucana ficou comprovada em dezembro de 2013, quando o Governo do Estado sancionou a Lei 15.225/2013,que passou a assegurar o montante mínimo de recursos para o Fundo, em especial aqueles destinados à produção do audiovisual. O valor mínimo a ser repassado anualmente pelo Funcultura é agora, por lei, de R$ 33,5 milhões (sendo R$ 11,5 milhões para o Audiovisual e R$ 22 milhões para as outras linguagens), consolidando uma política pública voltada à proteção e ao incremento da produção cultural pernambucana.

Informações:
NÚCLEO DE JORNALISMO  DA
SECRETARIA DA CASA CIVIL DE PERNAMBUCO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...