terça-feira, 28 de julho de 2015

CULTURA

BUÍQUE FRIO
Clique na imagem para ampliar ou salvar.

EVENTO JÁ É BEM VISTO COMO O ASSUNTO MAIS COMENTADO NAS REDES SOCIAIS

Não se fala ou comenta-se outra coisa nas redes sociais bem como nos recantos da cidade de Buíque, cidades vizinhas, e em outras localidades que este o Evento denominado BUÍQUE FRIO que será realizado nas datas de 31/07 a 02/08 promovido pela A.C.B (Associação Comercial de Buíque), em parceria com empresas e entidades será um dos melhores e mais esperados deste ano.

BUÍQUE FRIO é um atrativo inovador para a cidade e já trás consigo uma boa aceitação em toda a região buiquense, bem como nas redes sociais, pois não se fala de outra coisa em grupos fechados do watsap, consecutivamente no facebook e no Instagran.


O circuito do frio, é como estão chamando o BUÍQUE FRIO, que por sinal terá uma ampla cobertura da mídia escrita e falada local, também de outras cidades, o mesmo trará muita regionalidade, o público que frequentar a Praça Major França nos dias 31/07, 01/08 e 02/08 poderá degustar comidas típicas regionais que fazem parte da cultura e dos valores gastronômicos dos sabores do nordeste além de apreciar uma diversidade de vinhos, bebidas artesanais produzidas na região. Este será sem sombra de dúvidas, um dos melhores eventos já produzidos pela equipe da A.C.B aonde o público vai poder desfrutar de tudo isso e muito mais curtindo o bom clima de frio que a época proporciona ao som de musicalidade de primeira qualidade pois, o evento contará em suma com um time de artistas locais e regionais que estarão embalando o público presente nas 03 (três) noites de festividade.

Se você não tiver nenhum atrativo ou algo programado para estes dias VENHA PARA BUÍQUE!


Confira as atrações, este é o cartaz oficial do BUÍQUE FRIO:

DIA 31/07 - EDSON GUEDES, JÚNIOR SAIGON.

DIA 01/08 - BANDA SOM LIVRE.COM, CLAUDINHO E BANDA.

DIA 02/08 - CAYYK RAMMON, YCARO & VITÓRIO JÚNIOR.


Blog BUÍQUE DA GENTE na Cobertura.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

EDUCAÇÃO

Bolsas de estudo para 2015.2 estão disponíveis em Buíque

Estão abertas as inscrições para o Educa Mais Brasil, programa de inclusão educacional que disponibiliza bolsas de estudos de até 70% para estudantes que não têm condições de pagar o valor integral da mensalidade em instituições de ensino particulares. Em Pernambuco estão sendo ofertadas mais de 39 mil vagas para o segundo semestre de 2015, distribuídas entre instituições de ensino de 63 municípios. Em Buíque há oportunidades para Graduação, Pós-Graduação, Cursos Profissionalizantes, Idiomas e Preparatório para Concursos.
Os candidatos às vagas podem escolher entre os cursos disponíveis no site. “Ao conceder bolsas de estudo em diversas etapas do ensino, contribuímos para a capacitação de profissionais e por consequência de uma mão de obra qualificada. Esses profissionais certamente terão mais condições de colaborar para o crescimento econômico-social do país”, afirma Andréia Torres, Diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

Para conseguir o benefício, o candidato deverá acessar a página oficial do programa www.educamaisbrasil.com.br e realizar a inscrição. Mais informações podem ser adquiridas na central de atendimento: Capitais e regiões metropolitanas 4007-2020 e demais localidades 0800 724 7202.

terça-feira, 7 de julho de 2015

EDUCAÇÃO

Semana de Ação Mundial 2015: Audiência Pública no Senado Federal debaterá primeiro ano de implementação do PNE

Planos Estaduais e Municipais de Educação, alfabetização de jovens e adultos, formação de profissionais da educação, Custo Aluno-Qualidade Inicial, e as novas metas internacionais para a educação estarão na pauta
Como parte das atividades políticas previstas para a Semana de Ação Mundial 2015 (SAM), coordenada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, será realizada audiência pública no Senado Federal no dia 08/07, para discutir o primeiro ano de implementação do Plano Nacional de Educação, temática da SAM deste ano. O evento também será o primeiro no Brasil que promoverá uma devolutiva aos parlamentares e participantes sobre as novas metas internacionais para a Educação, definidas no Fórum Mundial de Educação 2015, ocorrido de 15 a 22 de maio em Incheon, na Coreia do Sul. 
O petróleo é da educação!
Um dos fatores centrais para o sucesso do PNE é investir um montante equivalente a 10% do PIB em políticas públicas educacionais até 2024. Para tanto, graças à interlocução entre a sociedade civil e os parlamentares, o Congresso Nacional aprovou a Lei 12.858/2013, destinando receitas petrolíferas à educação em volume maior do que aquele que tinha sido determinado na proposta encaminhada pelo Governo Federal.
Mas infelizmente, iniciativas como o Projeto de Lei do Senado 131/2015, fragilizam a produção de petróleo pautada pelo interesse nacional. Em um primeiro momento, a Petrobrás deixa de ser a protagonista na exploração do petróleo. Em um segundo momento, o regime de partilha, estabelecido pela Lei 12.351/2010, é fragilizado.
A rede da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, com reconhecida e decisiva contribuição na tramitação das Leis 12.858/2013 e 13.005/2014, reafirma sua disposição em colaborar na definição de caminhos para o cumprimento integral e qualificado do PNE, defendendo a destinação dos recursos petrolíferos à educação pública.
Andamento das metas
Os primeiros prazos a serem cumpridos no PNE encerraram-se no dia 25/06/2015, um ano após a sanção do Plano. Uma das metas que devem ser cumpridas nesse prazo é a elaboração dos Planos Estaduais e Municipais de Educação. O acompanhamento do Ministério da Educação, mostra que seis estados e 2.555 municípios tiveram leis sancionadas até o cumprimento dos prazos. Apesar dos números, a elaboração dos planos deve ser participativa em torno dos fóruns de educação. Contudo, como os processos não vêm sendo democráticos, há críticas em diversos estados e municípios do país.
Além disso, a meta 9 do Plano prevê elevar a taxa de alfabetização da população com 15 anos ou mais para 93,5% até este ano. Ainda, a aprovação de uma Lei de Responsabilidade Educacional e de políticas nacionais de formação inicial e formação continuada dos profissionais da educação também teve prazo até 25/06.
Dentre as 20 metas intermediárias do PNE previstas para 2016, está a criação de mais de 2 milhões de matrículas no sentido de garantir a obrigatoriedade do ensino para todos os brasileiros com idade entre 4 e 17 anos, como abordam as metas 1, 2 e 3 do plano e exige a Emenda à Constituição 59/2009. A implementação do mecanismo do Custo Aluno-Qualidade Inicial (CAQi), também deve acontecer até 2016. De acordo com Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, o “Governo Federal ainda patina em sua obrigação de implementar o mecanismo” e “insiste em não convocar a sociedade civil e pesquisadores para a tarefa”.
A audiência pública no Senado Federal deverá discutir tais prioridades para o cumprimento do Plano, assim como as novas metas do programa Educação Para Todos (EPT), que foram trabalhadas em Incheon, na Coreia do Sul, em maio deste ano e devem ser aprovadas em Paris, em novembro. A Campanha Nacional pelo Direito à Educação integrou a comitiva oficial do governo brasileiro no evento. 
Educação para Todos (EPT) e Declaração de Incheon
As bases para as novas metas internacionais foram definidas no Fórum Mundial de Educação, em maio de 2015, na Coreia do Sul. Assim, além de pautar o PNE, a Campanha teve o estratégico papel de atuar na incidência direta no Fórum, como também hoje de trazer para o cenário nacional os seus desdobramentos por meio da realização da Semana de Ação Mundial no Brasil.
O programa EPT foi firmado por 164 Estados, inclusive o Brasil, durante a Cúpula Mundial de Educação, em Dakar (2000). Seu objetivo era assegurar a todas as crianças, jovens e adultos o direito à educação. No Brasil, o “Balanço do Programa EPT e a Proposição de novas metas para o período pós-2015” representa uma grande oportunidade para discutir e, mais que isso, garantir a implementação do novo PNE e de outras legislações que já normatizam o direito à educação no País de forma bastante avançada. Mas, infelizmente, segundo a Unesco, o Brasil só cumpriu duas das seis metas de Dakar. É preciso fazer diferente a partir de Incheon.
Sobre a Semana de Ação Mundial 2015

No Brasil, a SAM 2015 aconteceu entre os dias 21 e 27 de junho - lembrando que em 25 de junho de 2014 foi sancionada a Lei 13.005/2014, que trata do PNE para os próximos 10 anos. Assim, o mote internacional da SAM - “Balanço do Programa Educação para Todos (EPT) e Proposição para o pós-2015” - foi contextualizado com a discussão em torno do primeiro ano de implementação do PNE. Entre os assuntos que foram discutidos, destacam-se eixos centrais como Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi) e Custo Aluno Qualidade (CAQ), elaboração dos Planos Estaduais e Municipais de Educação, a Lei de Responsabilidade Educacional e o Sistema Nacional de Educação, entre outros.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

FENEARTE

Chapéu de Palha marca presença da Fenearte
Foto: Douglas Fanger

 O programa Chapéu de Palha, coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão, mais uma vez marca presença na XVI Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), maior feira do gênero da América Latina. Instalado no estande da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, o espaço reservado para os beneficiários do Chapéu de Palha, além de expor peças de artesanato, distribui mudas de reflorestamento. 

O coordenador do programa, coronel Humberto Viana, explicou o porquê da participação do Chapéu de Palha na Fenearte. “Uma das principais ações do Programa é a capacitação dos beneficiários e de seus parentes. Entre os diversos cursos oferecidos, está o de artesanato e as peças expostas são fruto deste tipo de capacitação. A produção de mudas também é um trabalho que fazemos junto com os beneficiários”, explicou.
Na abertura da XVI Fenearte, nesta quinta-feira (2), o estande do Chapéu de Palha foi visitado pelo governador Paulo Câmara, pelos secretários de Planejamento e Gestão, Danilo Cabral, e Meio Ambiente, Sérgio Xavier, e diversas autoridades que prestigiaram o primeiro dia do evento, que segue até o próximo dia 12, no pavilhão do Centro de Convenções.
O Programa - Implementado pela primeira vez na gestão do ex-governador Miguel Arraes, o Chapéu de Palha foi resgatado para atender aos trabalhadores rurais da palha da cana e suas famílias, na região da Zona da Mata, durante o período da entressafra da cana-de-açúcar. Hoje, o Programa tem três frentes de atendimento: o Chapéu de Palha da Fruticultura, da Cana-de-açúcar e da Pesca. Em 2012, o programa foi premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em Nova York, o ex-governador Eduardo Campos recebeu o prêmio como um reconhecimento às ações governamentais que contribuem para a inclusão social.   
A Feira - A Fenearte, maior feira de artesanato na América Latina, une cultura, gastronomia, moda, decoração, música e artesãos de Pernambuco, do Brasil e de mais 50 países. Nesta edição, mais de cinco mil expositores marcam presença. Os homenageados são o Mestre Nuca de Tracunhaém e o poeta e cantador, Lourival Batista, o Louro do Pajeú, como é mais conhecido.

Fonte: Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de Pernambuco.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

INDÚSTRIA

No Nordeste, empregos na indústria da construção já caíram 2,57% em 2015
Números apresentados no estudo da Conjuntura da Cadeia da Construção divulgados pela ABRAMAT - Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção – apontam que os empregos na indústria de materiais de construção caíram 2,57% no Nordeste do país nos primeiros três meses de 2015, em comparação ao mesmo período do ano passado.
Segundo o relatório, o Rio Grande do Norte registrou queda de 10,62% no primeiro trimestre deste ano em comparação ao acumulado dos últimos 12 meses, a maior baixa entre todos os Estados que compõem a região. Entretanto, houve alta de 0,46% ante o mês de fevereiro, registrando 8.802 postos de trabalho.
Alagoas e Paraíba foram os únicos que registraram altas nos últimos 12 meses: 2,08% e 1,57%, respectivamente. O estudo revelou ainda que 9.741 empregos foram registrados na indústria de materiais de construção na Paraíba, enquanto que 3.343 empregos em Alagoas. Ao todo, o Nordeste registrou 123.675 postos de trabalho nos primeiros três meses deste ano.
Para Walter Cover, presidente da ABRAMAT, a queda de 7,4% na produção de materiais de construção resultou na perda de postos de trabalho esse ano. “A queda da produção da indústria é maior do que a queda nos empregos. Se nos próximos meses esta retração na produção continuar, com certeza ocorrerão mais demissões”, afirma.
Sobre a ABRAMAT
Desde a sua fundação, em abril de 2004, a ABRAMAT acompanha e contribui para o crescimento da Construção Civil no país, atuando como interlocutora do setor junto ao Governo e aos demais agentes da cadeia produtiva da construção civil. A entidade representa aproximadamente 70% de toda indústria dos materiais de construção. Entre os temas que representam os focos de atuação da entidade estão: a competitividade da indústria, a desoneração fiscal de materiais para construção, a conformidade técnica e fiscal na produção e comercialização dos materiais, a profissionalização da mão-de-obra da construção, o inventivo ao desenvolvimento da construção industrializada (pré-moldados) e a responsabilidade socioambiental dos agentes do setor.


Fonte:





Fernando Valensoela

Assessor de Imprensa

EDUCAÇÃO

MEC vai criar fórum para acompanhar piso salarial dos professores


O MEC (Ministério da Educação) vai publicar no próximo dia 24 duas portarias que avançam no cumprimento do PNE (Plano Nacional de Educação). A data marca um ano de vigência do plano e o fim do primeiro prazo estipulado na lei.
As portarias criam o fórum de acompanhamento do piso salarial dos professores e uma comissão, com representantes de Estados, municípios e da União, para tratar das metas do plano. O anúncio foi feito no 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, pelo secretário de Articulação com os Sistemas de Ensino do MEC, Binho Marques.
O PNE foi sancionado na íntegra pela presidente Dilma Rousseff após quase quatro anos de tramitação no Congresso Nacional. A lei estabelece metas e estratégias para melhorar a educação nos próximos dez anos. Entre elas, estão a erradicação do analfabetismo e a universalização do atendimento escolar dos 4 aos 17 anos. Está também o investimento de pelo menos 10% do PIB (Produto Interno Bruto) até o fim da vigência.
O fórum de acompanhamento do piso vai ser formado pelo MEC, pela Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação) -que representam os Estados-, e pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação). Por lei, o piso salarial dos professores é ajustado anualmente. Atualmente está em R$ 1.917,78.
"Se você quiser saber hoje quem paga o piso, ninguém sabe. Porque nós não temos um acordo nem sobre os conceitos. Como é a hora-atividade, como funciona? Ninguém sabe", diz Marques. Segundo ele, a intenção é que seja criado um portal onde se possa consultar dados de todo o país de cumprimento ou não do piso salarial.
"A gente vai ter reuniões regulares para atualizar a informação de quem paga e quem não paga e para discutir assuntos relacionados ao piso. Por exemplo, ninguém concorda com o modelo atual [de cálculo do reajuste], mas não temos consenso quanto a um modelo", acrescenta.
A criação do fórum está prevista no PNE e o prazo para que isso seja feito é de um ano. Perguntado se o governo deixou para a última hora, o secretário diz que a questão está sendo discutida há mais tempo.
SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO - Além do fórum, será criada uma instância para discutir o PNE com Estados, municípios e a União. "Como somos uma federação, sem um sistema nacional, todo mundo tem muita autonomia, mas é uma autonomia que beira a soberania e isso não é bom porque a gente não consegue trabalhar de maneira articulada. Todo sistema nacional que se preze tem uma comissão tripartite. É uma instância de pactuação entre governo estadual, municipal e federal", diz.
A instância servirá de base para a criação de um Sistema Nacional de Educação, articulando os três entes, que também é previsto no PNE e deve ser criado até meados do ano que vem. "É um ato de comemoração do primeiro ano do plano, que para nós é uma grande vitória", diz.
Outros pontos deverão avançar. Segundo Marques, o governo vai fazer uma audiência também no dia 24 de junho para discutir uma política de formação de professores, data em que termina o prazo do PNE.
Em seis meses deve começar a ser discutido o Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi), mecanismo criado pela Campanha Nacional de Direito à Educação para medir quanto é necessário por aluno para garantir a qualidade na educação básica. Pela lei, o CAQi deve ser implementado até o ano que vem, com dois anos de vigência do plano.
Para o coordenador da campanha, rede que envolve mais de 200 grupos e entidade no país, Daniel Cara, o governo não trabalhou com seriedade no plano e pouco se avançou em direção ao cumprimento.
"Esse é o aspecto que fica evidente. O governo tinha que ter chamado a sociedade, inclusive, porque esse é um princípio do plano, há um ano atrás, para discutir o planejamento para cumprir cada uma das metas. Isso não foi feito. Agora lança uma série de medidas e diz que está cumprindo com algo que para ser sério deveria ter sido feito muito antes".
O 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação começou nesta terça (16) e vai até sexta-feira (19), no município Mata de São João (BA). Ao todo, participam 1.687 representantes de 1.067 municípios.


Fonte: Agência Brasil 

ECONOMIA LOCAL

NA CIDADE DE BUÍQUE A POPULAÇÃO LOTOU O CENTRO PASTORAL PARA PARTICIPAR DA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE BACIA LEITEIRA E POTENCIAIS ECONÔMICOS
O Centro Paroquial de Buíque ficou pequeno para o grande número de participantes da audiência sobre “Bacia leiteira de Buíque e potenciais econômicos do Agreste Meridional”. O evento aconteceu durante toda a manhã desta quarta-feira (17.06) e foi promovido pelo Deputado Estadual Eduíno Brito (PHS). 

Produtores, empresários, líderes comunitários participaram ativamente dos debates, especialmente sobre a situação da produção leiteira e de derivados naquela região. Buíque é um dos maiores produtores do estado, mas nos últimos anos vem enfrentando problemas. O Deputado vem acompanhando tudo de perto, buscando ouvir a população "a fim de contribuir para o avanço do interior e desenvolvimento do nosso estado".

sábado, 13 de junho de 2015

CAPACITAÇÃO DE GESTORES MUNICIPAIS

CICLO DE CAPACITAÇÃO CHEGA AO AGRESTE NESTA SEGUNDA-FEIRA
Os municípios do Agreste recebem, a partir de segunda-feira desta semana, o primeiro Ciclo de Capacitação voltado para gestores municipais. A iniciativa é da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado, através do Instituto de Gestão e do Escritório de Projetos, que oferecerá os cursos de Contratação, fiscalização de obras públicas e prestação de contas e Captação de recursos e convênios. As aulas são gratuitas e serão ministradas em Caruaru, na Universidade Mauricio de Nassau, entre os dias 15 e 19, das 8h às 18h. As inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira (12). 
O secretário executivo de Desenvolvimento do Modelo de Gestão e presidente do Instituto de Gestão, Maurício Cruz, destaca a importância da participação dos gestores no Ciclo, que faz parte de um conjunto de ações integradas que formam a estratégia do Governo do Estado de fortalecimento das parcerias com os municípios. “O ciclo de capacitação deve ser visto em conjunto com o Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), o Escritório de Projetos e criação da Secretaria Executiva de Apoio aos Municípios, dentro da estrutura da Secretaria de Planejamento”, explica Maurício. 
A gerente de Profissionalização da Gestão, Vânia Campos, da Secretaria de Planejamento, afirma que os cursos foram montados com o intuito de oferecer aos gestores municipais conhecimentos que potencializem ao máximo a capacidade das prefeituras de aproveitarem ações como o FEM e o Escritório de Projetos. “Nosso objetivo é que, no futuro, as prefeituras possam desenvolver melhor seus próprios projetos, independente do Estado”, afirmou.
A abertura do Ciclo de Capacitação foi em Petrolina, com os cursos voltados aos municípios do Sertão. Participaram 56 gestores, representantes de 26 cidades sertanejas. Depois do Agreste, será a vez da Zona da Mata e da Região Metropolitana receberem os cursos, com aulas realizadas no Recife a partir do dia 29.


Fonte: NÚCLEO INTEGRADO DE COMUNICAÇÃO
Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de Pernambuco

terça-feira, 9 de junho de 2015

DESCASO OU ABANDONO?

Série Buíque Babilônia: 

ESGOTO A CÉU ABERTO NA RUA AMÉLIA CAVALCANTI


Desde que iniciamos uma série de reportagens recebemos todos os tipos de críticas por parte de pessoas ligadas ao governo municipal da cidade de Buíque. Compreendo a posição de cada um, mas como sempre deixei bem claro em minhas postagens, não buscamos denegrir, nossa intenção é das melhores possíveis para a melhoria da qualidade de vida de nossa população.

Não sou DEUS!

Não possuo o poder da palavra e nem mesmo o poder da caneta para ordenar e assinar em baixo de qualquer que seja o documento e a obra ser executada no tempo em que eu queira ou ache que seja benéfico ou a meu favor.

Desta vez estamos atendendo ao apelo de um de nossos leitores, que assim nos enviou relatos e fotos do local, isso é algo de fundamental importância para o enriquecimento de toda a população. Todos estão contribuindo e nos enviando fotos a todo o momento, só que publicamos aos poucos e no devido tempo que for conivente á postagem ser publicada.

Estas são fotos da Rua Amélia Cavalcante – Buíque.

Passei outro dia destes por esta rua e pude constatar a veracidade da informação que complementa esta matéria aqui no nosso Blog BUÍQUE DA GENTE.

Um morador desta rua entrou em contato conosco em nome de todos os que ali residem e nos relatou que já cobrou soluções e intervenções da Secretaria de Obras do Município de Buíque com relação a este esgoto a céu aberto na já mencionada rua. Sem se quer um parecer a respeito deste CAOS. Esta é a mesma rua que dá acesso ao posto Nossa Senhora das Graças.

Segundo o que nos relatou o morador: ‘’Temos uma NASCENTE que a cerca de quinze dias jorra água podre, fedentina dia e noite. Além de a mesma NASCENTE ficar em frente a um pequeno mercado, desce o restante da avenida sem permitir que os seus moradores possam sequer abrir suas portas e janelas.

Se já é insuportável para os adultos, Imagine para as nossas crianças terem de respirar este ar poluído e cheio de impurezas!

Após o infinito saneamento em nossa cidade, temos que conviver este CAOS nesta rua.

E mais, quando o esgoto não está estourado, volta nos ralos dos nossos banheiros!'' Acrescenta o morador.

O morador nos informou formalmente que foi procurar a Secretaria de Obras e a pessoa do responsável Secretário de Obras foi anunciado, em seguida pediram-lhe que aguardasse e tomou um verdadeiro chá de cadeira aguardando pacientemente por mais de 1 hora sem se quer ser atendido.

Enquanto outras pessoas e políticos, vereadores, adentravam a sala sem que fossem anunciados.

O morador da Rua em seus relatos falou à nossa redação ter percebido até mesmo o desinteresse do secretário em receber ou tratar do assunto por lhe parecer relevante no momento.

‘‘Ao que parece, a Vigilância Sanitária é ‘‘CEGA’’ bem como todos os outros setores e secretarias que não cobram ou agem em favor da melhoria para a nossa cidade e nossa amada população’’ Acrescentou o morador.


Bom, agora esperamos que depois desta matéria algo seja ao menos e no mínimo solucionado na Rua Amélia Cavalcanti que também dá acesso ao Matadouro e à Colônia Penal Feminina de Buíque.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

CONCURSO

Novo concurso da Polícia Militar da Paraíba com 30 vagas


Estão sendo oferecidas 30 vagas. Interessados devem se inscrever para o Enem.


Foi publicado nesta quarta-feira (3), no Diário Oficial do Estado, o edital do concurso para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar. Estão sendo oferecidas 30 vagas, sendo 25 para homens e cinco para mulheres. As inscrições começam no dia 6 de julho e seguem até 10 de agosto. Os interessados em concorrer à seleção também devem, obrigatoriamente, se inscrever para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As inscrições para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) devem ser feitas exclusivamente pelo site da Polícia Militar. Os candidatos precisam pagar uma taxa de R$ 50, que deve ser quitada no máximo até o dia 11 de agosto.
Além de passar pelo Enem, que é o exame intelectual e tem as inscrições se encerrando na sexta-feira (5), os candidatos precisam passar por mais quatro etapas no concurso. Eles têm que se submeter a testes psicológicos, de saúde, de aptidão física e também avaliação social.

De acordo com o edital, os interessados ainda precisam preencher alguns pré-requisitos estabelecidos pela Polícia Militar. Só podem participar homens com no mínimo1,65 m de altura e mulheres com pelos menos 1,60 m. Os candidatos também precisam ter no mínimo 18 anos e no máximo 30, no período da matrícula.

Clique aqui e confira o edital na íntegra, a partir da página 14 do DOE.



Link

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...